as notícias e a opinião dos colunistas sobre o mercado sertanejo
Sertanejo News

Eduardo Costa – O artista mais musical do último ano

Maurício Ferigato 24 de abril de 2021

Eduardo Costa – O artista mais musical do último ano

Quando ouvimos a célebre frase “Enquanto uns choram outros vendem lenço” temos que ouvir essas sábias palavras de uma pessoa que todos os dias quer aprender algo em sua vida e assim podemos definir Eduardo Costa e podemos listar aqui porque ele é hoje o artista mais completo e mais musical do Brasil mesmo com a escassez dos shows no último ano.

Eduardo Costa tinha em suas mãos já gravado o DVD “Fora da Lei”, no Teatro Positivo em Curitiba que teve até então lançadas apenas duas músicas e que já tinha a faixa “Ainda Tô Aí” muito bem executadas nas rádios de todo Brasil e posteriormente veio a faixa “Os Corações Não São Iguais”, que foi uma regravação do Roupa Nova e que o cantor disponibilizou como forma de homenagem ao falecimento do cantor Paulinho (integrante do grupo e vítima do Covid-19) fim do ano passado.

Mas além disso que estava pronto para receber o lançamento projetado pela equipe do cantor e com a chegada da pandemia ele encontrou uma fórmula totalmente reduzida de criar versões de músicas com arranjos acústicos de instrumentos aonde ele mesmo fazia as gravações de cada instrumento e voz totalmente em casa, mostrando uma face pouco conhecida do público aonde Eduardo se mostrou um genial artista.

O projeto #40tena saiu com 27 faixas gravadas nesse período, o que para muitos poderia ser mais do que suficiente em questões de materiais para seus fãs mas com Eduardo foi totalmente o oposto disso e novas idéias foram surgindo até que surge mais um novo DVD e dessa vez batizado de #Pantanal que no mesmo formato musical com uma cara mais acústica ganhou 17 faixas e foi gravado com lindíssimas imagens em uma chalana com o melhor das músicas clássicas sertanejas que voltaram na sua voz como “Cabocla Tereza”, “Cuitelinho”, “Chalana”, “Boiadeiro Errante” e tantas outras da nossa história clássica da música sertaneja.

Até esse momento tivemos Eduardo Costa cantando e lançando 43 músicas nesses projetos e novamente todos do mercado sertanejo, o que parecia mais do que ótimo, mas o mineirinho tem usado toda a sua quarentena para criar e cantar muito e não queria ficar na mesmice e surgiu mais um projeto agora oriunda da Live “50 Tons” que o cantor realizou e que tem extraído muitas faixas que até agora somam 21 canções e que juntas somam em todos os projetos 64 músicas.

Tá certo que 95% das músicas ou quase todas são regravações de músicas que já fizeram sucesso em outros momentos da nossa história mas o que nos chama muito a atenção são os arranjos musicais que foram todos alterados faixa por faixa e ganharam nova roupagem fazendo com que Eduardo Costa tenha nos presenteado com “O DIFERENTE” que estávamos acompanhando e já estávamos sacudos com as regravações dos outros artistas sertanejos, sejam eles pequenos ou grandes com pouquíssimas mudanças em cada música regravada nos últimos anos, e que Eduardo também fez parte dessa forma de projeto com o “Cabaré e o Cabaré Night Club” lançado com Leonardo e que foi o maior sucesso em termos financeiros dos últimos anos.

Mas Eduardo Costa soube virar a chave e seguir em frente com o fim do Cabaré e nos mostrou que um grande artista precisa ter a veia musical sempre mais viva do que nunca independente de qualquer dificuldade que o mundo nos proporcione e que devemos nos enquadrar.

Viva Eduardo Costa, o professor da pandemia !!! Ele aposta e ele colhe os frutos da sua aposta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *