as notícias e a opinião dos colunistas sobre o mercado sertanejo
Sertanejo News

André di Barros versus Belluco – O próximo n°1 do Villamix deve sair entre duas histórias emocionantes

Maurício Ferigato 6 de dezembro de 2020

André di Barros versus Belluco – O próximo n°1 do Villamix deve sair entre duas histórias emocionantes

E o ano mais triste de nossa música sertaneja nos deu uma missão para que nossos artistas conseguissem ficar em evidência o ano todo, e 2020 não foi fácil para isso, tivemos que ver os artistas se reinventarem dentro das #lives que surgiram, vimos muito talento em qualidade musical, com vários artistas mostrando as caras em apresentações ao vivo pelo Youtube e vimos também inúmeros artistas se escondendo do mercado, justamente por saberem que são limitados e a exposição gerada poderia afundar qualquer carreira. E entre as lives, também “começaram” a surgir votações sobre o melhor disso ou melhor daqui, mas de todos que estão surgindo ou ainda irão surgir é fato que apenas o Grammy Latino é reconhecido por algo, nem os melhores do ano pelo canal de fechado Multishow, aparecem como grandes destaques do ano para todos nós.

Mas e os grandes escritórios, qual a grande jogada de mestre para atravessar o ano sem os eventos? O escritório Audiomix reuniu vários formatos de live’s incluindo até o gospel e também deu vida ao projeto em parceria com a cervejaria Brahma no “Próximo N° 1 Villamix”, que nos anos anteriores só deu a verdadeira exposição pela apresentação de shows dos artistas vencedores dentro do evento Villamix.

E, nesse ano foi feita uma reformulação no qual lembra muito do The Voice Brasil, sucesso no mundo todo e alguns artistas formaram seus times como Luan Santana, Gusttavo Lima, Lauana Prado, César Menotti e Fabiano, Mateus e Kauan e entre a seleção formada no programa em formato de live e transmitido também pelo Multishow, quem decide o ganhador é o público por sistema de votação, que de alguma forma “Não Irá Premiar o Melhor Cantor”, e sim irá premiar a maior rede de torcida para um determinado artista, e isso não é legal porque sabemos que cada cantor(a) selecionado(a) tem uma história de superação na música e toda a sua luta deveria ser premiada.

Entre os finalistas “Jorge Augusto & Rafael, Belucco, Berg Gonzaga, André di Barros, Caroline Morais”, nós que vivemos dia a dia o mercado da música sertaneja já conhecemos por exemplo o cantor Belucco, ex integrante da dupla Bonni & Belucco, que era um dos grandes nomes sertanejos do Distrito Federal, sendo apadrinhados por Rick (da dupla com Renner) pelo Brasil todo, e todos sabemos o quanto Rick Sollo é exigente na qualidade artística de uma pessoa e como não acreditar em Rick sendo inclusive que ele é um dos compositores mais reconhecidos da música sertaneja em todos os tempos. Bonni & Belucco formaram dupla por 10 anos e foram inclusive produzidos musicalmente por Rick Sollo.

Mas nessa pandemia Belucco agora em carreira solo começou toda terça-feira a fazer suas lives, com pouco público, mas como a exposição semanal rendia assunto na semana seguinte ele começou a levar suas lives como uma espécie de programa na televisão com um quadro homenageando algum artista nacional que ele preparava um repertório favorável ao seu timbre de voz e o sucesso foi só aumentando, foi inteligente e usou a seu favor as armas que tinha na pandemia, mas pouca gente pode notar que o artista tinha orçamento semanal de live e portanto há investimento por trás dele na pandemia mesmo sem a entrada de receitas causada pela pandemia. E no pior ano de todos os tempos da nossa música eis que o investimento em Belucco é uma das coisas mais raras em tempos de pouco dinheiro circulando com os possíveis investidores que sumiram do mercado.

Portanto tenho que admitir, parabéns ao Belucco por conseguir formas de tocar em frente sua carreira justamente pela sua história escrita lá atrás e não ser mais considerado um artista iniciante para todos nós e os frutos ele tem colhido até agora merecidamente. Mas eis que a história pode mudar nessa final, já que entre todos os finalistas em condições iguais podemos destacar o paranaense André di Barros.

Você não conhece muito sobre o cantor André di Barros a não ser que você assista festivais de música pelo Brasil todo e em algum momento já tenha visto todo o talento do cantor, acostumado sempre ao pódio desses festivais e conhecido como “Papataças” ou “Papaprêmios”. Realmente ele é um gigante na arte não só de cantar, mas ele interpreta e cria arranjos musicais de uma forma única, saindo do tradicional e sabe usar a seu favor todo o conjunto “arranjos, timbre, interpretação”.

André di Barros tem ainda por trás dele aquela história que todo o público sempre se emociona quando conhece, ele vem de uma família humilde com a mãe costureira e seu pai sapateiro, e ainda uma família grande com 11 irmãos. André desde pequeno e até hoje ainda trabalha como sapateiro de calçados e ao mesmo tempo é professor de canto em uma escola de Araucária, no Paraná. Tudo isso misturado em apresentações nos festivais e shows pela região sul do Brasil.

André di Barros versus Belucco promete ser a grande disputa técnica e vocal na grande final do programa, porém na dinâmica do concurso a votação está aberta e você pode votar até o dia 12 de dezembro nas apresentações ao vivo da grande final sabemos que muitos votos serão disparados por programas robôs que podem ser criados assim como aparecem todo ano nos reality’s Big Brother Brasil da TV Globo e também A Fazenda da Record TV, e a decisão final não premiar quem realmente merece.

O fato é que Belucco sai bem na frente no item “público e fãs” disparado dos outros quatro finalistas, mas já posso adiantar também que na sua cola existe um cantor excepcionalmente preparado para o combate no um contra um e André di Barros é esse cara.

Que tal votar então no seu artista preferido pelo link https://clube.brahma.com.br/proximon1 

Iremos também deixar abaixo a apresentação desses dois artistas para confirmar tudo o que escrevemos acima, assistam e tirem suas próprias conclusões:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *