as notícias e a opinião dos colunistas sobre o mercado sertanejo
Sertanejo News

Marília Mendonça – CD/DVD Te Vejo Em Todos Os Cantos, a forma da artista estar com seu público

Resenha do Disco 10 de abril de 2019

Marília Mendonça – CD/DVD Te Vejo Em Todos Os Cantos, a forma da artista estar com seu público

Marília Mendonça é uma das maiores artistas do Brasil no momento, isso não é lobby e nem uma frase pronta, mas a popularidade da moça é tão grande ao ponto dela ir abraçar o país todo com um projeto ousado, o cd/dvd “Te Vejo Em Todos Os Cantos” tem a proposta de gravar uma música em cada capital brasileira, e já na primeira parte que é chamado EP 1 passou por 11 capitais vindo da parte de cima do nosso mapa geográfico.

O primeiro EP já contou com as participações de Maiara e Maraísa, Henrique e Juliano e conta com 12 faixas, algumas delas já sucesso em todo o país como “Ciumeira”, “Sem Sal”, “Bebi Liguei”, “Casa da Mãe Joana” e “Bebaça”. Nos últimos anos Marília acostumou-se a colecionar hits em cada disco lançado anteriormente, e sempre nessa casa de três a cinco hits por disco, um número consideravelmente alto para os padrões de hoje em dia na nossa música, já que todos os sucessos tem agora prazo de validade de no máximo 90 dias com a velocidade das plataformas digitais.

A primeira faixa lançada foi “Ciumeira” em agosto do ano passado na cidade de Belém-PA e é o maior sucesso do disco com um refrão fácil e bem na linha de Marília como “É uma ciumeira atrás da outra, Ter que dividir seu corpo e a sua boca, Tá bom que eu aceitei por um instante e a verdade é que amante não quer ser AMANTE”, sempre na levada simples do que o sertanejo hoje chama de música comercial e arranjos musicais sem muita ousadia, apostando no que poderia dar menor erro possível.

A faixa “Sem Sal” foi gravada em outubro na cidade de Fortaleza-CE e trás o que podemos dizer de uma identidade própria nos trocadilhos e surpresas do refrão “Tá espalhando por aí que eu esfriei, que eu tô mal, Que eu tô sem sal, realmente eu tô sem saudade de você, Eu já fiz foi te esquecer” e trás consigo agora sim arranjos mais acelerados naquela mistura que o público comprou com força nos últimos anos.

Já a faixa “Bem Pior Que Eu” já tinha sido testado no projeto “Agora É Que São Elas” que Marília lançou com Maiara e Maraísa também faz parte do disco, porém sendo uma das bases para o disco não saísse somente com músicas nas quais o povo não conhecesse e para dar o ultimato certeiro ainda foi gravado em Goiânia-GO, aonde jamais poderia dar errado o público não cantar à exaustão a música toda.

Mas o ponto alto do disco quando ouvimos é o dueto de voz com Henrique e Juliano na surpreendente “Casa da Mãe Joana”, com uma letra misturando tudo e mais um pouco que o povo quer ouvir de Marília Mendonça aliada a forte interpretação que somente Henrique e Juliano conseguem fazer. É até engraçado mas essa faixa por mais que pareça não é uma das composições de Marília e os responsáveis pela letra são Elcio Di Carvalho/Thales lessa/Victor Hugo. Essa é uma das curiosidades que muito provavelmente você não se ligou.

E a enigmática “Bye, Bye” uma faixa na qual não é tão fácil a memorização da letra em sim é oportunamente uma música que eleva a temperatura dos shows de Marília por mais que ela dê um tom um pouco pausado, é a interpretação da moça que faz toda a diferença nessa faixa.

Em Natal-RN a diva Marília Mendonça preparou uma espécie de “Buteco da Marília” com uma mesa e fãs no palco brindando a música “Bebi Liguei”, uma das faixas mais dançantes do disco todo e que veio com toda a força para ser o maior hit do disco e composição é de Philipe Pancadinha/ Victor Hugo/ Thales Lessa/ Gabriel Agra que são os responsáveis pela forte frase “Bebi, liguei, parei no seu colchão Chego apaixonado e saio arrependido Amar por dois só me dá prejuízo”.

Em “Passa Mal” a linguagem usada é como se fosse uma voz adiante mostrando o arrependimento pela pessoa amada, que parece ter sido escolhida por Marília justamente para dar um recado ao seus relacionamentos do passado e não tem como não prestar atenção em trechos como “Na minha vida, o seu Coração serviu de degrau. Te ver sofrendo não é Bom, é sensacional Agora passa mal Agora passa mal”. Ponto pra moça !!!

Músicas como “Amigo Emprestado”, “Sabiá”, “Bebaça”, “Obrigado Por Estragar Tudo” e “Love À Queima-Roupa” completam esse disco, com maior destaque mesmo na faixa com Maiara e Maraísa.

O projeto todo é programado conforme as folgas da agenda de Marília Mendonça promete durar quase dois anos colhendo imagens e gravando as novas faixas pouco a pouco e ficou um tanto perigoso na imagem de Marília, por que é justamente agora que ela está passando por uma transformação física e estética a cada mês. Antes a gordinha Marília em tratamento e no fim a Marília com o processo todo finalizado. Isso é um grande desafio para os estilistas da cantora que também não pode distorcer da idéia do disco todo desde a primeira música em agosto do ano passado.

Vamos então ficar por enquanto com a música que realmente é o ponto alto na nossa visão:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *