as notícias e a opinião dos colunistas sobre o mercado sertanejo
Sertanejo News

A tal música chiclete que todos dizem, se você não ouviu vai ouvir

Colunistas Grazi Tibério 15 de novembro de 2018

A tal música chiclete que todos dizem, se você não ouviu vai ouvir

Você está acostumado a selecionar suas músicas, tenta evitar tudo que não gosta, faz aquela playlist topzera, se orgulha e enche a boca para dizer entre aos amigos que não ouve ‘’essas porcarias’’.

Porém tais porcarias podem estar espalhadas por aí, vagando pelo tempo e espaço como vírus perigosos, que uma vez te infectando, entram pelos ouvidos, tomam conta da corrente sanguínea rapidamente até chegarem ao seu sistema nervoso central, torrando seu cérebro. Sim, torrando seu cérebro quase que literalmente. Quer saber como? Certamente sim, afinal música porcaria todo mundo quer evitar, mas nem sempre vai conseguir.

Áreas do cérebro relacionadas com movimentos, sons, emoções e recompensas são ativadas pela música, assim, canções que geram maior comunicação entre elas nos agradam mais. Mesmo tendo letras de gosto duvidoso.

O principal facilitador para que isso aconteça é o ritmo. A batida está rolando e até certo ponto é previsível, mas então vem a mágica, o que a diferencia e faz grudar é o momento em que ela foge do previsível, a tão buscada, procurada, caçada, NOVIDADE. Uma leve quebra no ritmo pode tornar uma modinha boba, num chiclete Bubbaloo e se acrescentar videoclipes atraentes, o estrago pode ser ainda maior.

Então não adianta fugir. Você pode estar caminhando pela rua, um carro vai passar tocando aquela porcaria, seus neurônios vão sentir a agradável sensação do batidão e no outro dia estarás cantando o funk asneira, o pagode dererê ou o nosso sertanejão velho de guerra, que convenhamos, se reinventa de tempos em tempos e acabou se tornando um dos maiores emplacadores de Hits Clicletes. Aqui no SertanejoNews vamos lembrar e falar de vários deles. Aguardem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *